Confira as últimas notícias

ExpoFrísia 2018 fecha com balanço positivo
03/05/2018

Voltada à cadeia produtiva, feira tem seus diferenciais reconhecidos por visitantes e expositores

A ExpoFrísia 2018 terminou no sábado (28) e reuniu durante três dias produtores e expositores da região. Mais de 200 animais passaram pela pista durante os julgamentos e os visitantes puderam conferir os stands de mais de 40 empresas especializadas no setor. A programação também contou com o Clube de Bezerras, palestras e a primeira etapa da Copa dos Apresentadores.

"Como diretoria e cooperativa, estamos muito satisfeitos com a feira. A ExpoFrísia tem brilhado cada vez mais pelo comprometimento da nossa equipe, dos produtores da região e dos nossos parceiros", salienta o diretor-presidente da Frísia, Renato Greidanus. O evento já se consagrou como polo difusor de conhecimento e troca de experiências dentro do setor, porque dá foco às demandas dos produtores. Para 2018, além do novo pavilhão de palestras, houve investimento na estrutura para alocar o gado e atender expositores, como a nova Casa do Criador e um novo lavador. A participação como etapa do Circuito Nacional também trouxe mais destaque à feira e os animais da exposição passaram a ser vitrine da região para todo o país.

"Não estamos falando de uma grande feira de negócios, a ExpoFrísia não tem esse propósito. É uma feira diferenciada, tanto por estrutura e suporte, quanto pelo seu objetivo, de valorizar quem atua e integra a cadeia produtora. Esse é o resultado de um trabalho intenso desenvolvido ao longo de todo o ano. Já estamos nos preparando para 2019", explica o gerente de Negócios Pecuária da Frísia, Mauro Sérgio Souza. 

O diferencial não passa despercebido. Para o supervisor técnico comercial da Tortuga DSM, Reginaldo Fernandes, a feira está cada vez melhor: "Este ano superou muito as expectativas e tivemos um contato direto com os produtores, que tiraram dúvidas e queriam saber das nossas tecnologias", afirma. O RPV da Bayer, Roberson Amaral concorda: "É sempre importante participar da feira pelo seu estilo diferenciado, desde sua estrutura até a forma como entramos em contato com os produtores".

Em junho, o Pavilhão de Exposições da Frísia volta a ser palco de um importante evento: nos dias 13 e 14 acontece a Digital Agro, feira voltada à promoção de inovação e tecnologia no setor agropecuário.


Sobre a Frísia Cooperativa Agroindustrial

Fundada em 1925, a Frísia é a cooperativa mais antiga do Paraná e segunda do Brasil. Localizada na região dos Campos Gerais, tem sua produção voltada ao leite, carne e grãos, principalmente, trigo, soja e milho. A cooperativa é resultado da união do trabalho de todos os cooperados e colaboradores; da diversificação da produção, englobando a produção leiteira, de grãos e de proteína animal; e da alta qualidade do que é feito e comercializado, com animais de excelente genética, rastreamento e investimento em tecnologia, infraestrutura e mão de obra. Os valores da cooperativa são Fidelidade, Responsabilidade, Intercooperação, Sustentabilidade, Integridade e Atitude (FRISIA).

Fonte: Assessoria de imprensa Frísia Cooperativa Agroindustrial

 Evento promovido pela Frísia mostra a força do cooperativismo
30/04/2018

A ExpoFrísia 2018, realizada pela Cooperativa Frísia no município paranaense de Carambeí de 26 a 28 de abril,  terminou com saldo positivo em relação às edições anteriores, com público estimado de 8.000 visitantes. O presidente da cooperativa, Renato Greidanus, ressalta que, além da qualidade genética do rebanho que foi a julgamento na pista, os investimentos que foram feitos na infraestrutura tornaram o evento mais confortável para os participantes. Entre eles, ele destaca uma nova área coberta onde acontece a recepção e preparação dos animais, com melhores condições para tratadores e demais envolvidos, e o recinto das palestras, recém-construído, com 1.300 m² e capacidade para 1.400 pessoas.

Para Greidanus, o evento anual funciona como uma oportunidade de divulgação da genética da região, que vem evoluindo ano a ano graças a algumas ações junto aos cooperados, como o catálogo de touros que a Frísia e as cooperativas parceiras – Capal e Castrolanda - oferece aos produtores, assessorando-os na escolha do melhor animal para suas necessidades. Além disso, a ExpoFrísia promove a confraternização entre os cooperados e possibilita o acesso dos produtores às tecnologias oferecidas pelas empresas participantes. “Também é uma oportunidade de se abordar, nas palestras e nas conversas dos produtores com a nossa área técnica, todas as questões relativas à cadeia do leite”, diz.

Entre as palestras técnicas, uma delas, a cargo da  chefe do Departamento  de Licenciamento de Atividades Poluidoras do Instituto Ambiental do Paraná, Rossana Baldanzi, foi sobre portaria recente do IAP que trata do Licenciamento Ambiental da atividade de bovinocultura. Ela esclareceu os produtores sobre a nova norma e como proceder para obter o licenciamento. O foco principal foi o manejo correto dos dejetos dos animais, que na região são em sua maioria confinados. Segundo Greidanus, os técnicos da cooperativa estão atentos e aptos a orientar os produtores sobre como fazer o tratamento. “A cooperativa tem um programa que premia o produtor pela qualidade  do leite, e boas práticas de produção é um dos critérios. Fora isso nós temos a nossa área ambiental, que tem auxiliado o produtor no diagnóstico da sua propriedade para que ele possa dar um tratamento adequado aos dejetos, para posterior aplicação como fertilizante na área agrícola”.

Quanto ao cenário para a produção de leite, Greidanus relata que o produtor passou por um período difícil, com preços muito achatados, e que no momento em que o preço iniciou uma recuperação o preço dos grãos se elevou, em consequência do clima, aumentando os custos de produção. “Aqueles produtores que não fizeram a lição de casa, com uma gestão rigorosa da produção, estão deixando a atividade. A oferta de leite diminuiu e fez com que os preços se elevassem um pouco. A recente alta do dólar reduziu as importações, contribuindo também para essa elevação. Outro fator é a demanda de consumo, que apresentou leve recuperação. Mas nada garante que ela se mantenha”. O futuro, segundo ele, é incerto.

Ele identifica uma onda de concentração na produção leiteira, uma vez que a produção em escala dilui os custos de produção, e argumenta que o sistema cooperativo é uma possibilidade de o produtor obter maior estabilidade de renda. “O modelo cooperativo aplicado aqui na nossa região dá uma segurança ao produtor que considero muito boa. E é em eventos como a ExpoFrísia que a gente tem a oportunidade de aprofundar as questões relativas à cadeia do leite, para garantir que a atividade tenha um futuro para as famílias envolvidas.  Por isso mesmo realizamos aqui o Clube de Bezerras, que estimula a sucessão familiar na atividade leiteira”. O Clube de Bezerras é coordenado pelo setor de Pecuária Leiteira da Frísia e atende filhos de cooperados e de colaboradores das propriedades, que aprendem desde cedo a cuidar dos animais. Durante a ExpoFrísia, as crianças conduzem os animais em pista.

Fonte: Portal DBO

Copa dos Apresentadores e julgamentos encerram ExpoFrísia 2018
30/04/2018

O último dia da ExpoFrísia 2018, no sábado (28/04), foi movimentado pela Copa dos Apresentadores e pelo julgamento final da raça holandesa preta e branca. Cooperados e visitantes participaram da solenidade de encerramento.

A competição reúne participantes das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal divididos em três categorias: de 8 a 12 anos, de 12 a 15 anos e, a novidade dessa edição, de 15 a 21 anos. Durante a disputa, o desempenho dos apresentadores é avaliado. Na colocação geral, Ramon Jager de Liz, de 13 anos, foi o primeiro colocado; o segundo lugar ficou com Bruna Caus Dekkers, de 11 anos, da Frísia. Essa foi a primeira das três etapas da competição e contou com 40 participantes.

A série de julgamentos encerrou com a apresentação das vacas da raça Holandesa Preta e Branca. Ao todo, foram expostos durante a feira mais de 200 animais. Neste ano, a ExpoFrísia integrou o Circuito Nacional: as campeãs e as reservadas da exposição terão oportunidade de concorrer com outros animais do país.

A Grande Campeã preta e branca foi Halley Sigilosa Windbrook 322 TE, criada por Pedro Elgersma. Dentro dessa variedade, Pedro Elgersma foi eleito melhor criador e melhor expositor. Já na raça Holandesa Vermelha e Branca, Adriaan Frederik Kok foi escolhido como melhor criador e expositor.

A solenidade de encerramento teve início às 18h30 e contou com a presença da diretoria da Frísia e demais convidados. A organização do evento se prepara para a segunda edição da Digital Agro, feira que promove inovação e tecnologia agropecuária que acontecerá em junho, nos dias 13 e 14.

ExpoFrísia segue até sábado
28/04/2018

O Prefeito Osmar Blum (PSD) e o vice-prefeito Leon Larocca (PV) participaram, na noite desta quinta-feira (28), da abertura da ExpoFrísia que segue até sábado no Pavilhão de Exposições. Participaram também da solenidade os Secretários de Estado de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara e de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior; assim como o vice-presidente do BRDE, Orlando Pessuti; os presidentes das cooperativas Castrolanda e Capal, Frans Borg e Erik Bosch; o prefeito de Tibagi, Rildo Leonardi, entre outras autoridades locais e regionais.

O prefeito destacou a gestão administrativa da cooperativa que é um exemplo a ser seguido não somente pelo setor privado, mas inclusive pelo poder público. Ele salientou que neste período de crise o agronegócio é um dos pilares que sustenta a economia e segue gerando emprego e renda. “Isso é reflexo da boa gestão da cooperativa, que une modernidade com tradição”, avalia.

O secretário Ratinho Jr destacou o sucesso do modelo cooperativista, “a ExpoFrísia, a própria Frísia, como cooperativa, é o Paraná que dá certo. É o Brasil que dá certo. É sem dúvida referência e garantia do PIB no agronegócio do País e, ainda, qualidade de competitividade no mundo. Todos estão de parabéns”.

Programação:

Nesta sexta-feira, as 18h está marcado o julgamento da raça holandês vermelho e branco do gado adulto. No sábado (29) há a copa dos apresentadores, a partir das 10 horas. Na hora seguinte, há o workshop copa dos apresentadores. O último evento do dia é o julgamento da raça holandês preto e branco do gado adulto, a partir das 13 horas. Já as 19 ocorre a cerimônia de encerramento.

A perspectiva é de atrair 12 mil visitantes, que poderão ver mais de 330 animais e presenciar as novidades das mais de 40 empresas expositoras, que oferecem tecnologias, máquinas e equipamento voltados para a produção de leite e de grãos.

Fonte: Diário dos Campos